28 de ago de 2015

Resenha: O Herói das Eras - Brandon Sanderson

Título: O Herói das Eras
Original: The Hero of Ages
Série: Mistborn #3
Autor: Brandon Sanderson
Páginas: 772
Editora: LeYa (novembro de 2016)

Sinopse: Para pôr fim ao Império Final e restaurar a harmonia e a liberdade, Vin matou o Senhor Soberano. Mas, infelizmente, isso não significou que o equilíbrio fosse restituído às terras de Luthadel. A sombra simplesmente tomou outras formas, e a Humanidade parece amaldiçoada para sempre. O poder divino escondido no mítico Poço da Ascensão foi libertado após Elend e Vin terem sido ludibriados. As correntes que aprisionavam essa força destrutiva foram quebradas e as brumas, agora mais do que nunca, envolvem o mundo, assassinando pessoas na escuridão. Cinzas caem constantemente do céu e terramotos brutais abalam o mundo. O espírito maléfico libertado infiltra-se subtilmente no exército do Imperador Elend e os seus oponentes. Cabe à alomante Vin e a Elend descobrir uma forma de o destruir e assim salvar o mundo. Que escolhas irão ser ambos forçados a tomar para sobreviver?

Essa resenha contém vários spoilers dos livros anteriores.

Um ano se passou desde o final de O Poço da Ascensão, quando Vin renegou o poder contido no Poço, liberando assim algo devastador, chamado Ruína. Uma força que pretende destruir o mundo e acabar de vez com a humanidade. Outro detalhe do desfecho do 2º livro: Elend vira um Mistborn!!

Muitos leitores, ao terminarem a leitura de O Império Final, volume inicial da trilogia, acharam que o Senhor Soberano era o principal inimigo a ser derrotado. Engano total, como é mostrado nesse livro. Todas as ações e motivações daquele "vilão" são finalmente explicadas e destrinchadas aqui, deixando o leitor/fã com aquela sensação latente de "Como é que eu não percebi isso antes?".

Mistborn, por Marc Simonetti.

Saindo levemente do foco político e também amoroso do livro anterior, esse aqui foca mais na luta das pessoas pela sobrevivência em um mundo prestes a ruir, que dependia muito dos recursos naturais (água, plantações, etc.) para ter uma vida normal e agora os vê se tornando escassos, à medida que os metais continuam ali, mas não tem a mesma importância quando o assunto é simplesmente ficar vivo. As disputas por território continuam ali, é claro, já que são parte da trama e servem como pano de fundo para alguns conflitos empolgantes. Repleto de revelações sobre as ligas alomânticas, os leitores podem esperar grandes surpresas desse livro, desde alguns segredos sobre o tal atium e algo a mais sobre os metais já existentes. Tá difícil não dar spoiler... haha

Além da alomancia e da feruquemia, existe ainda uma terceira arte, conhecida como hemalurgia, que permite aos seus usuários transmitir o poder alomântico de um ser para outro. Não me aterei a mais detalhes, já que a chance de estragar a surpresa para alguns leitores é extremamente grande!

Preciso escrever sobre dois personagens que têm um destaque maior em The Hero of Ages: Fantasma (Spook) e Sazed. O primeiro, membro da gangue de Kelsier e sobrinho do agora falecido Trevo, morto no cerco de Luthadel, sempre teve um papel pequeno nas artimanhas do Sobrevivente, mas agora parece ter saído da toca e entendido que realmente pode fazer algo mais. Já o segundo, Guardador de Terris, está em conflito com suas crenças durante toda a narrativa. Consciente de que todas as religiões não fazem sentido, Sazed já aceita o destino que o mundo terá e parece ter desistido de ajudar, ainda mais quando passa a não usar mais as suas mentes de cobre. Uma coisa que posso adiantar é que essa dúvida dele irá refletir diretamente no desfecho da série.

Temas como essa incerteza de Sazed quanto à sua fé são recorrentes no livro, além dos conflitos pessoais vividos pelos outros personagens, como Elend e Vin, que agora estão casados e desenvolvem-se em conjunto, tanto suas habilidades alomânticas como as de um relacionamento.

E TenSoon, o kandra que espionava Vin, também rende vários bons momentos e algumas surpresas.


Mistborn, por axt 234
"Ter fé significa que, não importa o que aconteça, você pode confiar que alguém está olhando por você. Confiar que alguém irá fazer tudo dar certo no final."

Prestem MUITA atenção nas várias palavras soltas durante a leitura, pois elas dão algumas pistas sobre o/a Herói/Heroína das Eras e um bom palpite já pode ser dado antes mesmo da revelação.

A primeira parte do livro é mais cadenciada, com as peças sendo posicionadas em seus devidos lugares e menos ação acontecendo, fato que talvez estranhe os apaixonados por cenas mais "rápidas". Nada que atrapalhe o resultado final, diga-se de passagem, já que o estilo narrativo do Brandon é bem simples e direto, sem as firulas desnecessárias vistas em obras de outros autores.

Aliás, muitas coisas importantes para entendermos melhor a Cosmere nos são apresentadas nesse livro. Para quem não sabe, a Cosmere é um universo criado pelo autor Brandon Sanderson e que abrange vários locais, entre eles Scadrial e Roshar, continentes das séries Mistborn e The Stormlight Archive, respectivamente, além de várias outras obras. Como eu já li dois livros da outra série antes de The Hero of Ages, alguns detalhes não passaram desapercebidos para mim, fazendo com que eu entendesse bem melhor algumas consequências dos momentos finais da trilogia Mistborn.

São detalhes que o leitor pegará com o tempo, conforme for lendo os títulos do autor. Recomendo!

O Império Final, por ekr1703

Enfim, tudo o que me resta dizer é que ler todos os livros de Mistborn com certeza vale a pena. As respostas para os mistérios da trama estão ali, no 3º livro, só esperando pelo leitor para serem desbravadas. O desfecho da série certamente agradará à grande maioria dos fãs do autor.

A trilogia Mistborn é uma das grandes referências da fantasia na atualidade e merece ser desbravada por todos os fãs desse gênero. Com um worldbuilding excelente e um clímax digno de uma trilogia 5 estrelas, o autor Brandon Sanderson entrega ao leitor uma obra-prima de qualidade.

Avaliação final:

Mistborn:

1º livro - O Império Final
3º livro - O Herói das Eras

Existe também outra quadrilogia, cujo primeiro volume é intitulado The Alloy of Law, que se passa 300 anos após essa trilogia. Pretendo desbravar no futuro.

16 comentários:

  1. Estou lendo o primeiro ainda, e gostando muito! Por esse motivo nem li essa resenha, ainda (apesar de ter ficado com muuuita vontade de ler haha).
    Assim que eu ler todos os livros volto aqui pra comentar.
    Abração!
    www.bravuraliterariablog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem leia por enquanto, Phelipe, a quantidade de spoilers é grande. aehuaehueahuahe

      Leia logo o 1º e vá adiante, tem muita coisa boa te esperando!

      Excluir
  2. Não conhecia essa série mas, vendo agora, fiquei com vontade de ler.
    E essas artes lindas demais. Me apaixonei!!
    Beijos
    http://balaiodebabados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa série é muito boa, Luiza, recomendo fortemente, ainda mais se você gosta bastante de fantasia e tal. Não perca tempo! ;)

      Excluir
  3. Li somente os dois últimos parágrafos para evitar spoilers rsrsrsrs. Como não leio em inglês sou obrigado a esperar ser publicado por aqui este terceiro livro da série que provavelmente irei gostar muito. O primeiro da saga é por enquanto o meu livro preferido do gênero fantasia.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, se você gostou tanto assim do 1º, certamente gostará dos restantes. As coisas só melhoram, atingindo outra magnitude!

      Abraços e até mais.

      Excluir
  4. Quem bom saber que fecha bem a trilogia. O Brandon não decepciona.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não leu esse 3º, Cassiana? Recomendo que faça isso o mais cedo possível, não dá pra deixar pra depois... aheuhaehuaehahe

      Excluir
  5. Acabo de ler O Poço da Ascensão,Realmente até agora Mistborn está entre os meus livros preferidos.Brandon Sanderson já tem lugar garantido na minha estante. Aguardando a LEYA lançar logo o 3º volume previsto para o fim do ano. PS: devorei o livro em 05 dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Herói das Eras colocará Mistborn no seu TOP 3 de leituras, Laura, pode apostar. Trilogia boa demaaaaais! <3

      Excluir
    2. gostaria de saber quando vao lançar aqui no brasil. estou louco pelo terceiro e ultimo livro a tempos :/

      Excluir
    3. Será lançado agora em novembro, a editora LeYa anunciou no seu Facebook. Só aguardar! ;)

      Excluir
  6. Vagner, nunca li nada igual em toda a vida! Esta trilogia é inacreditavelmente perfeita! O fim de Mistborn apenas reforçou uma convicção minha: Brandon Sanderson é o maior nome da literatura fantástica atual. Neste livro vemos algumas características importantes de Sanderson: 1) a originalidade de suas obras. Esse cara consegue transformar os clichês da literatura fantástica (bem vs. mal; criaturas e poderes. Não que isso seja ruim, deixe-me dizer) em algo novo e, ao reescrevê-los, de forma totalmente original, nos dá mundos complexos, incríveis, maravilhosos. Desde Elantris (que também é uma obra-prima, mesmo sendo o primeiro trabalho de Sanderson) esta característica é uma marca do autor; 2) a onipresença dos personagens. Tal qual outros autores contemporâneos, como Scott Lynch e George Martin, Sanderson não poupa seus protagonistas. MAs é incrível como eles permanecem indispensáveis na trama. Kelsier, por exemplo. É inegável sua presença ao longo de toda a trilogia. E, isso, esta capacidade de transcender a vida dos personagens de forma tão incrível, eu só vi em Sanderson; 3) as últimas 100 páginas de seus livros!!! Sem exceção, as últimas 100-200 páginas são uma overdose de emoções. Sanderson é frenético e não nos deixa respirar com a revelação de segredos; reviravoltas e finais surpreendentes inesquecíveis!! (mesmo em seus livros YA, como a série Alcatraz, o que demonstra seu apreço por seus leitores, independente da idade do público).E com o Herói das Eras, claro, não poderia ser diferente!
    Bem, em suma, o que dizer deste cara! Ele, sem dúvidas, é um nascido das brumas, só pode. Além de um gênio, para o deleite dos fãs ele, é, também uma máquina de escrever (vale lembrar que ele finalizou a série A Roda do tempo após a morte de Robert Jordan). Além das muitas obras que estão chegando ao mercado há rumores de que, devido ao sucesso alcançado, haja uma continuação de Elantris! Ufa!!!
    Voltando a Mistborn, para finalizar este post, não há como não reverenciar a grandeza desta obra….Kelsier, Vin, Eland, Fantasma, Sazed, sem dúvidas, tem lugar cativo no coração dos amantes da literatura fantástica! Vida longa a Brandon Sanderson!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mistborn é sensacional mesmo, impossível descrever essa trilogia em palavras que não sejam gravadas em aço!

      Sugiro muito que você leia Mistborn: Secrety History e a série The Stormlight Archive, mas só se souber inglês. São sensacionais, o ápice do Sanderson como autor.

      Obrigado imensamente por esse comentário gigante, expressou tudo que eu queria falar na resenha em um texto mais resumido.

      Grande abraço!!

      Excluir

Em breve, sua opinião será lida e respondida. Obrigado por comentar no Desbravando Livros!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...