2 de set de 2014

Resenha: O Cavaleiro dos Sete Reinos - George R. R. Martin


Título: O Cavaleiro dos Sete Reinos
Original: Knight of Seven Kingdoms
Série: As Aventuras de Dunk e Egg #01
Autor: George R. R. Martin
Páginas: 416
Editora: LeYa (janeiro de 2014)

Sinopse: Duzentos anos após a Conquista, a dinastia Targaryen vive seu auge. Os Sete Reinos de Westeros atravessam um tempo de relativa paz, nos últimos anos do reinado do Bom Rei Daeron. É neste cenário que Dunk, um menino pobre da Baixada das Pulgas, tem uma chance única: deixar a vida miserável em Porto Real para se tornar escudeiro de um cavaleiro andante. Quando adulto, o cavaleiro morre e Dunk decide tomar seu lugar e fazer fama no torneio de Campina de Vaufreixo. É quando conhece Egg, um menino de dez anos, cabeça totalmente raspada, que é muito mais do que aparenta ser. Dunk aceita Egg como seu escudeiro e, juntos, viajam por Westeros em busca de trabalho e aventuras. Uma grande amizade nasce entre eles – uma amizade pela vida toda, mesmo quando, anos mais tarde, os dois personagens assumem papéis centrais na estrutura de poder dos Sete Reinos. As aventuras de Dunk e Egg trazem para os fãs de As Crônicas de Gelo e Fogo a oportunidade única de vivenciar outro momento da história de Westeros, de conhecer e analisar fatos que teriam desdobramentos noventa anos depois, na guerra dos tronos.
Nada como degustar novamente uma obra de um dos meus autores favoritos: George Martin. O Cavaleiro dos Sete Reinos se passa quase um século antes dos acontecimentos de A Guerra dos Tronos e possui três contos, todos eles protagonizados por Dunk e Egg, dois personagens que vocês certamente gostarão de conhecer mais. Pois bem, vamos às três histórias:

Em O Cavaleiro Andante, somos apresentados a Dunk, há pouco tempo nomeado cavaleiro por sor Arlan de Centarbor, seu antigo senhor e que acabara de morrer. Em suas andanças, acaba encontrando o garoto Egg (atenção com ele!) em uma estalagem e o convida para ser seu escudeiro. Ambos decidem partir para um torneio em Vaufreixo em busca de ouro e um pouquinho de fama. Lá, entram em grandes apuros e temos direito a uma grande narrativa de uma justa com 7 cavaleiros em cada lado, todos lutando pelo que imaginam ser correto.

No segundo conto, de nome A Espada Juramentada, ambientado praticamente um ano após o conto anterior, Dunk, agora Sor Duncan, O Alto, e Egg estão juramentados e sobre o serviço de Sor Eustace Osgrey, um homem de uma família tradicional, mas há muito tempo quebrada e agora praticamente sem importância na Campina. Aqui, Dunk precisa resolver assuntos particulares com uma senhora vizinha e conta com o perigo constante de um ataque ao território de Sor Eustace. Um combate singular coroa esse conto e aqui já podemos ver um pouco do estilo de Martin, com várias intrigas básicas e algum sangue sendo derramado, tudo com aquela narrativa típica do autor. Além disso, vários flashbacks sobre a Rebelião Blackfyre e seu final na Batalha do Capim Vermelho nos são apresentados nesse conto e é muito legal e interessante saber mais sobre esse momento importante da história de Westeros e suas consequências.

O terceiro e último conto, O Cavaleiro Misterioso, fecha com chave de ouro a obra e nos traz o grande estilo que Martin sempre impôs em seus livros, sempre povoado por intrigas políticas e seus desdobramentos. A caminho do Norte, Dunk e Egg acabam parando num torneio em homenagem ao casamento do Senhor Butterwell de Alvasparedes com uma Frey, cujo prêmio é um ovo de dragão petrificado. Cada página desse conto é intrigante, tudo pode ser considerado traição e nossos protagonistas parecem estar diretamente envolvidos, mesmo sem ter desejado.

Nessa obra, George Martin aproveita-se de uma linguagem mais simples e bem mais tranquila do que a utilizada nas Crônicas de Gelo e Fogo, tornando a leitura mais rápida e igualmente gratificante. Foi bem divertido ler em todo capítulo "cala a boca ou quer um tapão na orelha?" vindo de Dunk e a leve arrogância de Egg. Devo admitir que ambos formaram uma dupla hilária e que com certeza agradará a todos os leitores.

Enfim, O Cavaleiro dos Sete Reinos é uma leitura obrigatória para todos os fãs de George Martin e você certamente apreciará as aventuras de nossos amigos Dunk e Egg. Vale a pena investir e conhecer mais sobre o passado de Westeros.

Avaliação final:

8 comentários:

  1. Oi Vagner, tudo bem?

    Minha relação com o Martin anda a passos lentos, pois a coragem para ler os livros dele está cada vez mais se escondendo. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então larga esse medo e se joga nos livros dele, Gabriel. São bons demais!

      P.S.: Não se assuste com o tamanho, eles passam muito rápidos.

      Excluir
    2. Conforme você vai se envolvendo nesse universo!!!
      Você passa a fazer parte dele, viaja em cada ponto da História.
      Ai, vc sente uma pena por estar terminando de ler.
      E quer correr logo, para o livro seguinte! kkk
      Ai depois fica: Já terminei e o que vou ler agora?
      O livro é maravilhoso, isso é certo.
      Então, Gabriel, como o Vagner, disse: Se joga, se entrega que vai se apaixonar, por essa Obra, perfeita.

      Excluir
    3. Tere: Não me identifiquei no comentário acima, né? rs
      O fato é que você se sente na História, e quando começa á Leitura, não consegue mais parar. E olha que nunca fui fã de livros com tantas páginas kkkk As Crônicas de Gelo e Fogo, com certeza é o melhor. São os meus preferidos!!! O cuidado com esses livros são enooormes :)

      Excluir
    4. Crônicas de Gelo e Fogo é minha série preferida mesmo, mas no momento estou lendo tantas outras séries boas ao mesmo tempo que às vezes dá até uma dor no coração de pensar que o 6º livro vai demorar pra sair!!

      Excluir
  2. Hey Vagner, boa tarde :D
    Comprei o livro de presente para um amigo, mas não tive a oportunidade de comprar para mim ainda. Por ter parado no terceiro livro de ASOIAF, fiquei naquela de querer terminar os cinco livros antes de partir para esse. Mas realmente parece um livro muito interessante, acho que vou adiantar um pouco a leitura :3
    Beijos e bom fim de semana

    http://confissoesdeumleitor.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria legal terminar os cincos livros antes de ler esse, Liah, até porque alguns personagens são levemente citados e é bom já conhecê-los. Tirando isso, é mais um tiro certo e pode ler sem perigo. Beijos e até mais!

      Excluir

Em breve, sua opinião será lida e respondida. Obrigado por comentar no Desbravando Livros!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...