4 de mar de 2015

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman


Título: Caixa de Pássaros
Original: Bird Box
Autor: Josh Malerman
Páginas: 272
Editora: Intrínseca (janeiro de 2015)

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Mudando rapidamente de gênero e testando um tipo de leitura diferente, resolvi me aventurar em um livro de horror e foi aí que me deparei com Bird Box, versão estrangeira do lançamento da Intrínseca Caixa de Pássaros. Achei a ideia do autor bem interessante e resolvi dar uma chance.

Somos apresentados inicialmente a Malorie e duas crianças, chamadas de Boy e Girl (Garoto e Garota), em meio a uma decisão sobre sair ou não da casa em que se encontram para ir em busca de um lugar seguro, localizado rio abaixo. O problema nisso tudo? Você não pode abrir os olhos do lado de fora!!! Um pouco complicadinho, né?


Tudo começou há quatro anos, quando os meios de comunicação subitamente transmitiram notícias sobre o surto de algumas pessoas. Essas enlouqueciam e matavam quem estivesse por perto, logo após cometendo suicídio. Mas uma informação era recorrente: isso só acontecia depois que elas viam alguma coisa. Ou alguém. Foi aí que todos começaram a trancar as portas, tapar todas as janelas e se abrigar dentro de casa, com medo de sair e ver o que estava causando tudo isso. O tal surto passou a ser chamado de Problem (Problema), até que mais informações fossem coletadas.


O autor, além de contar a história atual de Malorie e as duas crianças, também volta no tempo até o começo dos acontecimentos e vai intercalando os capítulos entre essas duas frentes, o que foi uma boa sacada. O livro ficou dinâmico e rápido de se ler. Presenciamos o nascimento das crianças, a vida de Malorie na casa antes delas chegarem e também de como ela se virou até aqui juntamente com outros sobreviventes.

Confesso que sempre fui meio fissurado por essa coisa de pós-apocalipse, o mundo entrando em colapso, tento saber sempre o máximo possível (vai que um dia aconteça, né? ahsuhsauhusah), e esse foi um dos motivos para começar a ler Bird Box. Apesar de ser em uma escala pequena, já que conhecemos apenas a cidade em que Malorie se encontra, já dá pra ter uma noção legal da loucura que seria, ainda mais não podendo enxergar quando saísse de casa. Uma hora dessas pretendo ler algo sobre zumbis, prometo, só para saciar essa minha curiosidade mórbida.
“It's better to face madness with a plan than to sit still and let it take you in pieces.” 

Uma das coisas bem interessantes da trama é entender o treinamento que Malorie faz com as crianças desde que elas são praticamente bebês. Eles PRECISAM aprender a escutar bem, pois simplesmente não podem depender da visão para se livrar dos problemas que podem (e vão) aparecer, então medidas mais drásticas precisam ser tomadas. Pense em saber diferenciar o som de uma pessoa sentado na mesa ou encostando-se no sofá, chorando ou fungando, coisas desse tipo.

Caixa de Pássaros parece estar fazendo sucesso aqui no Brasil e em alguns países mundo afora, mas não chegou a me cativar a ponto de achá-lo um bom livro. A ideia do livro é bem legal, com todo esse negócio de não poder enxergar e ter que se mover somente com os outros sentidos, mas não achei muito bem executada. Sem contar que o final deixou BASTANTE a desejar, já que eu queria mais explicações sobre O Problema e acabei não recebendo tudo o que eu precisava/desejava. Uma tremenda bola fora, diga-se de passagem.

Não é um livro que irei recomendar por aí, mesmo tendo alguns bons momentos de tensão na narrativa, principalmente quando Malorie está na casa juntamente com outras pessoas.

Avaliação final:

4 comentários:

  1. Heey Vagner!

    Que pena que você não curtiu o livro. Confesso que estou com expectativas grandes para ele e espero não me decepcionar assim como você. Abraço!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente está gostando, Gabriel, então tudo é possível. Melhor descobrir por conta própria!

      Abração!

      Excluir
  2. Eu achei este livro excelente, achei muito inovador e criativo, mas concordo com você Vagner sobre o final deixar muito a explicar.

    www.bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu não gostei muito. Achei a ideia legal e tal, mas ele poderia ter explicado melhor algumas coisas. Fica só no suspense e o clímax nunca chega!!

      Excluir

Em breve, sua opinião será lida e respondida. Obrigado por comentar no Desbravando Livros!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...